Huayna Potosí

Huayna Potosí é uma das montanhas mais conhecidas e mais procuradas da Bolívia. Sua proximidade com cidade de La Paz e seu grau moderado de dificuldade, a torna um 6000 bastante acessível para os montanhistas. Lá as agências de turismo treinam escalada em gelo na parede do Glaciar.

Trilha las rockas

No meu período de aclimatação, conheci o montanhista Sebastian durante a subida ao Chalcataya, e assim organizamos a expedição para o Huayna Potosí. Legal encontrar alguém com o mesmo estilo de escalada que o meu.

Saímos de La Paz e chegamos na base das montanhas em poucas horas. Deste local até o acampamento alto a trilha é demarcar e leva em torno de 2 horas. Para se abrigar no acampamento alto é necessário ficar nos refúgios. Na alta temporada (inverno) é necessário fazer reserva prévia, porém como estávamos em dezembro, todos os refúgios estavam vazios. Após negociar um pouco o valor deles para pernoitarmos, ficamos no Las Rockas. Depois vimos que até no booking.com ele está cadastrado.

Preparamos a mochila de ataque enquanto cozinhávamos o jantar (às 15 horas, kkkk). Água, chá, roupas, cadeirinha, corda, capacete, mosquetão e câmera. Prontos! Aproveitamos o final do dia para fotografar a vista da montanha quando a neblina baixava.

alta montanha bolívia huayna

Ataque ao cume do Huayna Potosí

Duas da manhã. Hora de acordar, tomar café da manhã e partir. Eram poucas as pessoas que estavam na montanha que tentariam cume. Saímos ainda sem crampons, andando pelas rochas. Assim que começamos a andar sobre a neve, tivemos que colocá-los e nos encordar. O caminho era bem demarcado pelas pegadas dos outros montanhistas, tendo ainda ajuda das headlamps iluminando a neve distante.

À nossa frente estavam duas meninas de um mesmo grupo e um alemão com seu guia. Chegamos na parede que é necessária técnicas de escalada em gelo e passamos sem grandes problemas, enquanto as duas meninas sentiam a altitude fazer efeito em seus corpos.

Cume Huayna Potosi
Alta montanha huayna potosí

A noite foi perdendo espaço e Huayna Potosí foi se iluminando. Lindo o tom quase dourado da sua encosta. Tivemos que tomar cuidado redobrado na última subida devido ao cansaço e inclinação da parede. O cume estava próximo!

Por fim, nos metros finais cruzamos com o alemão que já descia do cume. Fico imaginando a visão espetacular que ele teve do nascer do sol a 6000 metros.

Cume! Sebastian estava cansado porém bem. Felizes por termos conseguido alcançar o cume e desfrutar de uma maravilhosa visão. De um lado o sol que iluminava toda lateral da montanha, enquanto do outro lado da crista a sombra de um paredão incrivelmente íngreme. Huayna Potosí!

Huayna potosi cume

De volta ao Acampamento

Na hora de descer, minha GoPro caiu e rolou centenas de metros montanha abaixo. Felizmente o caminho que fizemos era em zigzag e portanto conseguimos pega-la viva. Apenas com alguns arranhões. kkk

potosi montanha

Aproveitamos a descida para desfrutar de um dia lindo, céu azul, clima fresco e uma paisagem exuberante.

Como dizem que “só acaba quando termina”, nossa aventura ainda ia longe. Chegamos no abrigo Las Rockas, arrumamos nossas mochilas e descemos até a entrada por volta das 11 da manhã. Havíamos combinado com o nosso motorista de nos buscar às 13 horas. Se passavam das 15 e nada. Levamos um bolo. hahahahah

Aprendi a nunca pagar adiantado os Bolivianos. Felizmente encontramos dois homem que nos deram carona na caçamba do seu caminhão e assim chegamos em La Paz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *